faq

  • Peles sensíveis e intolerantes
    • 1. Quais são as manifestações das peles sensíveis e intolerantes ?

      As peles sensíveis e intolerantes caracterizam-se por sintomas muito subjectivos estritamente relacionados com a sensibilidade: sensações de desconforto como repuxar, calor, picadas, vermelhidões, de intensidade variável que se podem tornar permanentes e insuportáveis. Poucos sinais clínicos são visíveis. Não são obrigatoriamente sujeitas a vermelhidões e afectam todos os tipos de pele. As peles intolerantes constituem um estado de sensibilidade extremo em que A PELE QUE NÃO SUPORTA NADA e se torna dolorosa.

    • 2. Quais são as desordens cutâneas associadas às peles sensíveis e intolerantes?

      As peles sensíveis e intolerantes estão relacionadas com a diminuição do limiar de tolerância da pele que reage de forma excessiva aos factores habitualmente bem tolerados.

      Esta diminuição do limiar de tolerancia cutâneo é o resultado das desordens fisiológicas:
      Alteração da função barreira cutânea que normalmente a protege das agressões externas e contribui para a manutenção da sua hidratação. Mais permeável e fragilizada, ela torna-se mais sensível ais elementos exteriores.
      Uma aceleração da resposta nervosa cutânea: as fibras nervosas presentes na pele produzem neuromediadores responsáveis pela inflamação.

    • 3. Que factores favorecem a sensibilidade cutânea e a intolerância?

      Vários factores desencadeantes têm sido identificados:
      Superconsumo de produtos cosméticos, aplicação de cuidados inadaptados ao tipo de pele ou que contenham substâncias irritantes.
      Contacto com a água calcária.
      Ambiente (frio, calor, sol, poluição, variações de temperatura).
      Toma de certos medicamentos.
      Intervenções estéticas causando traumatismo cutâneo e deixando a epiderme fragilizada (laser de abrasão, lifting, blefaroplastia...).
      Stress.

    • 4. Existem factores de predisposição à sensibilidade cutânea ?

      Todas as pessoas podem ser afectadas num momento das suas vidas no entanto, as pessoas com pele fina e clara são as mais afectadas.

    • 5. Peles sensíveis, intolerantes ou alérgicas ?

      A PELE SENSÍVEL reage a factores externos claramente identificados (ver questão 3).
      Quando os sinais desenvolvidos se tornam extremos, verdadeiramente dolorosos sem estarem relacionados a uma reacção imunológica, trata-se de uma PELE INTOLERANTE.
      Quando uma reacção imunológica é invocada estamos perante um caso de uma PELE "ALÉRGICA OU SENSIBILIZADA". Neste caso os sinais podem estar associados a eczema ou edema. A consulta a um dermatologia é fortemente recomendada.

    • 6. Por que é que certas peles se tornam cada vez mais sensíveis aos cosméticos?

      A utilização incorrecta de produtos cosméticos é cada vez mais frequente:
      Produtos mal adaptados
      Fórmulas com substâncias potencialmente irritantes
      Sobreconsumo de produtos: entre os produtos de cuidados e a maquilhagem, certos consumidores “sufocam” a sua pele despoletando reacções de sensibilidade ou de intolerância.

    • 7. Pode maquilhar-se quando tem a pele sensível e intolerante ?

      A maquilhagem pode ter um efeito sensibilizante. Para as pessoas com pele sensível e intolerante, é recomendada a utilização de produtos de maquilhagem adaptados, especialmente formulados para as peles sensíveis e intolerantes, hipoalergénicos, não comedogénicos.

    • 8. Qual o programa de cuidados mais adaptado a uma pele sensível e intolerante ?

      Quando a pele é sensível e intolerante, aconselhamos:
      Limpar e desmaquilhar em suavidade com produtos de limpeza/desmaquilhantes suaves sem passar por água e sem sabão, específicos para peles sensíveis, intolerantes e reactivas.
      Suavizar, hidratar e proteger a pele com cuidados cosméticos hipoalergénicos sem perfume com fórmulas minimalistas a aplicar 1 a 2 vezes por semana.
      Para quem deseja uniformizar e maquilhar a tez, preferir uma maquilhagem correctora adaptada às peles sensíveis.

    • 9. Que comportamentos adoptar para prevenir a pele sensível e intolerante ?

      Em primeiro lugar evitar substâncias potencialmente irritantes e utilizar os cuidados cosméticos adaptados.
      Os factores sensibilizantes são únicos para cada um de nós. Depois de os identificar deverá preservar-se (ambiente, stress, bons hábitos cosméticos .... ).
      A água calcária tem influência na sensibilidade cutânea, é aconselhado compensar a dureza da água utilizando águas de origem marinha ou termal. É recomendada a utilização de cuidados de higiene adaptados e também protecção solar sempre que necessário.
      Nota: Não foram identificados alimentos com incidência demonstrada na sensibilidade cutânea, mas uma alimentação equilibrada é sempre preferível.

  • Peles sensíveis e com couperose
    • 1. Quais são as manifestações das peles sensíveis e com couperose ?

      As peles sensíveis e com couperose caracterizam-se por vermelhidões localizadas principalmente nas faces, bochechas, nariz, testa e queixo. Incialmente difusas e intermitentes, estas vermelhidões podem-se tornar permanentes, como couperose.

    • 2. Quais são as desordens cutâneas associadas as peles sensíveis e com couperose?

      Frágeis a nível constitucional, peles sensíveis e com couperose estão associadas a uma diminuição do limiar de tolerância cutâneo e anomalias vasculares instaladas.

        A diminuição do limiar de tolerância cutânea é devidoa:
      Uma alteração da função barreira cutânea que normalmente protege-a das agressões exteriores e contribui para a manutenção da sua hidratação. Mais permeável e fragilizada, a pele torna-se mais sensível aos elementos exteriores.
      Uma aceleração da resposta nervosa cutânea: as terminações nervosas presentes ao nível da pele produzem os neuromediadores induzindo uma inflamação.

      As anomalias vasculares são resultado de uma desordem fisiológica claramente identificada:
      Um crescimento do factor de crescimento dos vasos sanguíneos resultando num aumento do número e do tamanho dos vasos que se tornam visíveis e dão origem às vermelhidões.

    • 3. Que factores favorecem a sensibilidade cutânea e a couperose ?

      As peles sensíveis e com couperose são na maioria dos casos de origem constitucional: a predisposição genética é um factor favorável as peles secas, finas e claras que são as mais afectadas.

      Existem factores desencadeantes capazes de desenvolver vermelhidões como:
      Ambiente (frio, calor, sol, vento, variações de temperatura).
      Certos excitantes (especiarias, álcool, café, tabaco…).
      Emoções.
      Produtos cosméticos inadaptados ao tipo de pele ou contendo substâncias irritantes
      Medicamentos (corticóides e retinóides locais aplicados de forma abusiva).
      Intervenções estéticas causando um traumatismo cutâneo e deixando a epiderme fragilizada (laser de abrasão, lifting, blefaroplastia...).

    • 4. Em certos tipos de pele as vermelhidões são mais visíveis, porquê ?

      Devido à sua constituição (estrato córneo e filme hidrolipídico reduzido), estas peles são mais frágeis, menos capazes de se defenderem e a sua reactividade (vermelhidões), é mais facilmente visível.

    • 5. Qual o programa de cuidados mais adaptado a uma pele sensível sujeita a vermelhidões ?

      Quando a pele é sensível e com couperose, aconselhamos:
      Limpar e desmaquilhar em suavidade com produtos de limpeza/desmaquilhantes suaves sem passar por água e sem sabão, específicos para peles sensíveis, intolerantes e reactivas.
      Suavizar, corrigir as vermelhidões, hidratar e proteger a pele com cuidados cosméticos hipoalergénicos antivermelhidões a aplicar 1 a 2 vezes por dia.
      Camuflar as vermelhidões, uniformizar a tez e maquilhar com uma maquilhagem correctora adaptada às peles sensíveis.
      Aplicar uma protecção solar de manhã para proteger a pele fragilizada.

    • 6. É possível esconder as vermelhidões?

      Existem cuidados de maquilhagem específicos para peles sensíveis que camuflar e homogeneizar a tez. Por outro lado, deve privilegiar os cuidados com cor ligeiramente verde para camuflar instantaneamente as vermelhidões após a aplicação. Segundo a colometria, a cor verde é a cor utilizada pelos maquilhadores profissionais para camuflar as vermelhidões.

    • 7. Que comportamentos adoptar para prevenir da couperose ?

      A couperose é hereditária na maior parte dos casos. Para prevenir o seu aparecimento, devem ser evitados os choques climáticos que favorecem a dilatação dos vasos, proteger-se das exposições ao sol. Limitar a ingestão de álcool, especiarias. E sobretudo, escolher produtos de cuidados adaptados, elevada tolerância e hipoalergénicos.

  • Peles com imperfeições adultos
    • 1. Quais são as manifestações das peles com imperfeições adultos?

      As peles com imperfeições adultos caracterizam-se por um aspecto baço e brilhante, grão de pele irregular, poros dilatads e pelo aparecimento mais ou menos frequente de imperfeições cutâneas (pontos negros, borbulhas).

    • 2. Quais são as desordens cutâneas que originam estas imperfeições?

      As imperfeições cutâneas estão relacionadas com anomalias no folículo pilossebáceo.

      Estas anomalias no folículo pilossebáceo resultam de desordens fisiológicas:

      Estas manifestações são resultado do aumento da produção de sebo pelas glândulas sebáceas, resultando no aparecimento de uma pele oleosa, brilhante e dilatação dos poros cutâneos.
      Acumulação de células mortas à entrada do folículo pilossebáceo originando o espessamento da pele e o aparecimento de comedões (pontos negros).
      Proliferação de uma bactéria (Propionibacterium acnes) responsável por uma inflamação e pelo aparecimento das imperfeições (borbulhas).

    • 3. Que factores favorecem o aparecimento de imperfeições cutâneas?

      Vários factores desencandeantes têm sido identificados: alterações hormonais (puberdade, síndrome pré-menstrual, gravidez…), stress, fatiga, poluição, utilização de cuidados cosméticos inadaptados comedogénicos, alguns medicamentos (contraceptivos progestativos), tabaco ou simplesmente factores genéticos (antecedentes familiares em 50 % dos casos).

    • 4. Porque se desenvolve o acne na idade adulta ?

      Com a idade, a actividade do folículo pilossebáceo é menos notável. Além disso, as alterações hormonais ( menstruação, gravidez...) mas também stress, fatiga conduzem a uma superprodução de sebo que promove a acne. Finalmente, a utilização de cuidados mal adaptados ou o superconsumo de cosméticos podem igualmente desencadear a acne.

    • 5. Pele mista / pele oleosa: qual a diferença ?

      Uma pele mista tem tendência a brilhar essencialmente na zona T e a desenvolver principalmente pontos negros.
      Uma pele oleosa brilha por todo o rosto, o seu grão de pele é mais espesso, com poros dilatados e um aspecto baço.

    • 6. Existe um tipo de pele mais predisposto que outros às imperfeições cutâneas na idade adulta ?

      Não podemos falar de um tipo de pele em particular.
      As pessoas sujeitas a alterações hormonais ou a fortes períodos de stress e fadiga são potencialmente mais afectadas.

    • 7. Qual o programa de cuidados é recomendado às peles com imperfeições adultos?

      Quando a pele é mista ou oleosa e apresente imperfeições, aconselhamos:
      Limpar e desmaquilhar em suavidade com produtos de limpeza/desmaquilhantes suaves sem passar por água e sem sabão, específicos para peles sensíveis, intolerantes e reactivas.
      Afinar e desincrustar a pele com cuidados queratóliticos à base de hidroxiácidos, menos agressivos que os esfoliantes mecânicos.
      Matificar, corrigir as imperfeições, hidratar e proteger a pele com cuidados cosméticos anti-imperfeições hipoalergénicos, não comedogénicos, não gordurosos a aplicar 1 a 2 vezes por dia.
      Camuflar as imperfeições, uniformizar a tez e maquilhar-se com uma maquilhagem correctora não comedogénica.

    • 8. Que cuidados específicos podemos ter nas borbulhas ?

      Especialmente não espremer as borbulhas. Evitar "asfixiá-las" sob a maquilhagem oclusiva que só vai atrasar o seu desaparecimento. Utilizar cuidados específicos direccionados com propriedades antissépticas e não comedogénicas contribuindo para a sua secura e para as fazer desaparecer para recuperar uma pele sem imperfeições.

    • 9. Imperfeições cutâneas e maquilhagem ?

      É imperativo a utilização de cuidados de maquilhagem adaptados, não comedogénicos. O ideal é utilizar um creme com cor que uniformize a tez sem sobrecarregar a pele.

    • 10. Que comportamento adoptar para prevenir as imperfeições das peles adultas ?

      Contrariamente a certas ideias a alimentação não está relacionada com a acne. No entanto um estilo de vida saudável (limitar o stress, a fadiga) e a utilização de cuidados cosméticos adaptados permite combater as imperfeições.
      Nos casos de acne severa, o acompanhamento médico existe.

  • Manchas castanhas
    • 1. Quais são os diferentes tipos de manchas castanhas?

      MANCHAS SOLARES: aparecem após um eritema importante (decote, costas, mãos, rosto). Em geral, são adquiridas definitivamente, ficam mais claras durante o inverno e repigmentam com as exposições solares seguintes.

      MANCHAS HORMONAIS ou MANCHAS DA GRAVIDEZ: aparecem durante episódios hormonais. Os estrogénios têm uma actividade pigmentar o que provoca um aumento da actividade dos melanócitos e uma grande sensibilidade aos UV. As mulheres de peles morenas a peles mates são as mais afectadas. Esta pigmentação é acentuada com a exposição ao sol e desaparece espontaneamente nos meses seguintes ao parto. A toma de contraceptivos estroprogestativos podem também causar este fenómeno mas em menor grau.

      MANCHAS DE SENESCÊNCIA: aparecem geralmente após os 40 anos nas zonas expostas (rosto, mãos) e multiplicam-se com a idade. As exposições solares têm um efeito cumulativo no seu aparecimento.

      MANCHAS DE SENSIBILIZAÇÃO: a hiperpigmentação é resultante da utilização de produtos fotossensibilizantes.

    • 2. Quais são as desordens cutâneas que originam as manchas castanhas?

      O aparecimento das manchas castanhas está relacionado com um aumento da concentração de dois pigmentos: a melanina (pigmento castanho responsável pelo tom de pele) e a lipofuscina (pigmento oxidado que acentua a cor castanha das manchas), associado a sua repartição anormal na pele.

      Este excesso de melanina e de lipofuscina forma aglomerados à superfície, responsáveis pelas irregularidades da pigmentação cutânea.

    • 3. Que factores favorecem o aparecimento das manchas ?

      Vários factores desencandeantes têm sido identificados: envelhecimento, exposição aos UV, desordens hormonais (gravidez) ou os fotossensibilizantes (medicamentos, certos perfumes,…).

    • 4. Qual o programa de cuidados a aconselhar para atenuar as manchas castanhas e prevenir o seu reaparecimento ?

      Quando a pele aprsenta manchas castanhas, aconselhamos:
      Corrigir as manchas castanhas com cuidados cosméticos a aplicar localmente 1 a 2 vezes por dia.
      Uniformizar a tez e maquilhar-se com uma maquilhagem correctora adaptada ao seu tipo de pele.
      Proteger a pele e prevenir o reaparecimento das manchas castanhas aplicando um cuidado protector solar FPS 50+ e limitar as exposições solares.

    • 5. Como camuflar as manchas castanhas e uniformizar a tez ?

      Para um resultado natural, o ideal é aplicar um creme com cor compacto que permite camuflar as manchas mas também homogeneizar a tez.

    • 6. Qual a utilização mínima recomendada para serem visíveis resultados ?

      Para resultados significativos, a duração mínima de utilização recomendada é de 3 meses. A adesão ao cuidado condiciona o resultados obtidos.

    • 7. Existem regras a adoptar (estilo de vida, cosméticos…) para prevenir o aparecimento das manchas ?

      A melhor maneira de prevenir as manchas castanhas é utilizar proteção solar antes de qualquer exposição ou actividade ao ar livre (desporto, almoçar numa esplanada...). Conforme a região, a proteção solar pode-se incluir na rotina de beleza diária (entre maio e outubro). Também devem ser evitados todos os produtos potencialmente sensibilizantes.

  • Peles secas e sensíveis • corpo
    • 1. Quais são as manifestações das peles secas e sensíveis do corpo ?

      As peles secas e sensíveis ao nível do corpo caracterizam-se por uma grande fragilidade, aspecto áspero, rugosidade ao toque, falta de flexibilidade e sensações de desconforto como repuxamento, picadas e calor.

    • 2. Quais são as desordens cutâneas que originam a secura ao nível do corpo ?

      A secura cutânea está relacionada com uma anomalia da função barreira da pele que normalmente a protege das agressões exteriores e contribui para a manutenção da sua hidratação.

      Este enfraquecimento da função barreira cutânea é resultante de desordens fisiológicas:

      Alteração do filme hidrolipídico de superfície que favorece a evaporação de água.
      Diminuição dos componentes do NMF* que reduzem a captação de água.
      Alteração do cimento lipídico intercelular que diminui a retenção de água.
      Mais permeável e frágil, a pele torna-se mais sensível aos elementos exteriores.

      Estas alterações provocam uma desidratação considerável da pele e favorecem a penetração de agentes externos potencialmente irritantes.

      * Factor Natural de Hydratação.

    • 3. Que factores favorecem a secura e a sensibilidade cutânea ?

      Vários factores desencadeantes têm sido identificados: constitucionais (envelhecimento cutâneo) ou ocasionais como variações climáticas, utilização de produtos cosméticos inadaptados, a toma de certos medicamentos ou stress. Os duches ou banhos com água calcária podem secar a pele.

    • 4. Existem factores de predisposição à secura e sensibilidade ao nível do corpo?

      As peles claras, finas são mais sensíveis que as outras.
      As pessoas que se expõem ao sol, fonte dos UV ou que vivem em regiões climáticas onde as temperaturas são muito frias e as taxas de humidade muito baixas estão mais predispostas. Locais sobreaquecidos também têm tendência a aumentar a secura cutânea.
      Devem ser evitados os banhos quentes e prolongados, a utilização de roupas muito apertadas.

    • 5. Que programa de cuidados é mais adaptado para uma pele seca e sensível?

      Quando a pele é seca e sensível ao nível do corpo aconselhamos:
      Limpar com suavidade com produtos de limpeza ricos sem sabão, específicos para peles secas e sensíveis.
      Esfoliar e alisar com suavidade a pele com esfoliantes suaves ricos sem sabão a aplicar 1 a 2 vezes por semana.
      Hidratar, suavizar e proteger a pele com cuidados cosméticos relipidantes hipoalergénicos a aplicar 1 a 2 por dia.

    • 6. Pode utilizar cuidados de corpo no rosto ?

      Por natureza, a pele do rosto e do corpo não são idênticas. No rosto, a pele é mais fina enquanto que no corpo é mais espessa o que conduz obrigatoriamente a cuidados adaptados e portanto formulados de maneira diferente.
      Entre os duches e os banhos, atrito das roupas, a pele do corpo é muito mais agredida que a do rosto. Estes factores perturbam o filme hidrolipídico protector da epiderme onde há a necessidade de regular, de hidratar e nutrir a pele do corpo com produtos que devem ser muito ricos e muito protectores.
      Os cuidados para estas 2 zonas são compostos evidentemente pela mesma base com componentes comuns mas em concentrações diferentes, o que faz toda a diferença.
      Os cuidados de corpo devem ser verdadeiras barreiras que o protegem das lavagens sucessivas, roupas, frio... São mais concentrados em ceras, manteigas, óleos, agentes oclusivos... que são conhecidos pelos seus efeitos comedogénicos, podendo favorecer o aparecimento de comedões ou pontos negros.
      Se os utilizar no rosto, arrisca-se verdadeiramente a obstruir os poros e ao aparecimento de borbulhas. Pode utilizar os seus cuidados de rosto no corpo, mas o inverso não é possível.

    • 7. Que comportamento adoptar para prevenir a secura cutânea corporal ?

      Utilização de cuidados cosméticos específicos associada a uma rotina de beleza adaptada à estação, ajudam a limitar as agressões cutâneas. Proteger-se das variações climáticas e manter um estilo de vida saudável (alimentação, beber bastante água) contribui para preservar a integridade cutânea.